A cerveja é uma das bebidas favoritas do brasileiro. Sempre temos uma boa desculpa para saborear um dos vários tipos dessa bebida disponíveis no mercado, não é mesmo? Mas, apesar de ser uma bebida tão comum e tão presente no nosso dia a dia, muito do que se fala sobre ela nem sempre é verdade.

Que tal conferir, de uma vez por todas, os mitos e verdades sobre a cerveja?

mitos e verdades sobre a cerveja - abridor

Cerveja dá barriga: Mito

Esse é, muito provavelmente, o mito mais difundido sobre a cerveja não apenas no Brasil, como também no mundo. A cerveja não “dá barriga”. O que acontece após o consumo dessa bebida tem muito mais relação com todos os seus hábitos alimentares enquanto bebe sua gelada, do que com o valor nutricional de um copo.

Pessoas que tomam cerveja e aumentam seu peso geralmente ganham quilos extras por dois motivos: ou porque tomam cerveja em excesso com regularidade (e dessa maneira aumentam seu valor calórico ingerido) ou porque junto da cerveja – e ao longo de sua rotina – consomem alimentos de alto valor calórico e em maior quantidade (batatas fritas, carnes de churrasco, salgadinhos etc).

Por isso, dizer que a “barriga” é culpa da cerveja, não é um julgamento justo com essa bebida, não é mesmo?

Uma mistura de sal, gelo e álcool gelam a bebida mais rapidamente: Verdade

Existem várias técnicas para gelar a sua cerveja mais rapidamente, mas nenhuma é tão eficiente quanto a mistura de sal, gelo e álcool. Coloque os três conteúdos em uma bacia (dois litros de água, um saco de gelo, 500g de sal e 500mL de álcool) e coloque suas cervejas para gelar.

Como o sal e o álcool fazem com que o gelo derreta mais lentamente, a sua bebida vai conseguir passar mais tempo em uma temperatura mais baixa e, portanto, gelar mais rapidamente.

Nem toda cerveja se serve gelada: Verdade

Verdade verdadeira! Existem cervejas que combinam sim com a temperatura mais baixa, mas existem vários rótulos que são elaborados para serem saboreados em temperatura ambiente, para que todas as suas características sejam corretamente observadas.

Em muitos casos a bebida muito gelada pode anestesiar as papilas gustativas da língua, comprometendo a percepção do sabor de qualquer tipo de cerveja – até mesmo daquelas que combinam com as baixas temperaturas.

mitos e verdades sobre a cerveja - copo gelado

Cerveja faz mal: Mito

Engana-se quem pensa que o consumo – moderado – de bebidas alcoólicas faz mal para a saúde. Qualquer bebida alcoólica, ingerida em doses recomendadas e controladas, pode promover benefícios para a saúde, como melhora da atividade cardiovascular e, é claro, maior sensação de relaxamento. Apenas seu consumo excessivo pode ser considerado danoso para nossa qualidade de vida.

A cerveja, especificamente, além dos benefícios do álcool, também conta com as características nutricionais da cevada, malte e lúpulo, que são ricos em vitaminas, minerais e antioxidantes naturais, que podem fazer muito bem para a sua saúde.

Para cada cerveja existe um tipo de copo: Verdade

É claro que você pode tomar sua cerveja no copo que desejar. Mas, para que você aproveite os sabores e aromas das cervejas mais elaboradas – como as especiais – pode ser interessante utilizar o copo certo para prová-las.

Cada tipo de cerveja tem um tipo de copo perfeito para suas características e nesse artigo você pode conhecer alguns dos principais para ter em casa!

O lúpulo é, antes de tudo, um conservante: Verdade

Você sabia que o lúpulo inicialmente foi adicionado à receita de cerveja por ser um conservante natural? É claro que o amargor conferido por esse ingrediente à bebida tem seu charme e valor especial, mas o lúpulo teve papel muito importante na criação de muitas receitas de cerveja – como a Indian Pale Ale, por exemplo – por conta dessa sua característica. 😉

mitos e verdades sobre a cerveja - ingredientes

Cerveja dá mais ressaca que outras bebidas: Mito

A cerveja, como qualquer outra bebida alcoólica, quando consumida em excesso pode ser responsável pela ressaca. Não é a cevada, o lúpulo ou as leveduras, mas sim o álcool o responsável dos sintomas tão indesejados do dia seguinte a uma bebedeira.

Como o álcool naturalmente acelera nosso processo de desidratação, a melhor maneira de evitar a ressaca após tomar cerveja é sempre intercalar um copo da bebida com um copo de água – e é claro, garantir um consumo moderado da mesma.

Um copo de cerveja tem menos calorias do que outras bebidas alcoólicas: Depende

Um copo de cerveja premium tradicional de 150mL, na ponta do lápis, tem cerca de 45 calorias. Uma taça de vinho, também com 150mL, pode chegar a 100 calorias. Uma de whisky, a quase 150. Entretanto, essa é uma regra que não se aplica a todas as cervejas.

O que define o valor calórico de uma bebida é a sua concentração de álcool e, por isso, quanto maior o teor alcoólico dela, maior será também seu valor calórico. A cerveja tradicional tem teor alcoólico que varia entre 3,5 a 5%, mas existem muitas cervejas especiais que podem chegar a mais de 10%, aumentando também o valor calórico de cada copo.

Tomar cerveja com colarinho é obrigação: Verdade

Apesar de muitas pessoas não gostarem do colarinho da cerveja, ela faz parte da experiência completa ao consumir a bebida. Além de manter a temperatura, ele ajuda a minimizar a oxidação e a perda de gás da cerveja, garantindo sabor e aromas irresistíveis!

Mas não precisa exagerar no colarinho: uma espessura de um a dois dedos é mais do que suficiente. 😉

mitos e verdades sobre a cerveja - tipos de cerveja

A cerveja é uma bebida apaixonante não apenas por esses, mas por vários outros motivos que poderíamos listar aqui. Quais desses mitos você acreditava? E quais verdades você conhecia? Conta pra gente!