O azeite é um dos ingredientes mais importantes da sua cozinha, e você sabe por quê?  Esse tipo de óleo vegetal, extraído a partir da azeitona, é responsável por temperar seus pratos quentes e saladas e também por ajudar no preparo de receitas e até mesmo para incrementar sobremesas.

Por muito tempo considerado apenas um ingrediente de suporte para a preparação de pratos específicos, hoje o azeite ganha o espaço de destaque na cozinha. Não apenas seu valor nutricional tem chamado a atenção da grande maioria das pessoas – por ser boa fonte de vitaminas e nutrientes benéficos para a saúde – mas também seu sabor e aroma, que podem variar de acordo com o modo de extração do óleo.

Existem vários tipos de azeite disponíveis nas gôndolas de supermercado. Para saber qual comprar e levar para a casa, que tal conhecer as principais características de cada um deles?

Azeite refinado

tipos de azeite refinado

O azeite refinado é considerado o azeite mais comum disponível nas gôndolas de supermercado. Ele é obtido na segunda ou demais prensagens da azeitona, passando também por um processo de refinamento do óleo.

Por isso, além de ter valor nutricional menor quando comparado com os outros métodos, ele é um produto com acidez mais elevada, podendo chegar a 3%. Seu sabor e aroma, entretanto, são mais suaves.

Esse é o tipo de azeite mais utilizado em frituras, já que sofre menos alterações em seu valor nutricional quando exposto a altas temperaturas. Também se adequa bem às preparações como grelhados e refogados.

Azeite virgem

tipos de azeite virgem

Azeites virgens são óleos extraídos da azeitona por processos mecânicos, que valorizam mais a qualidade nutricional do produto quando comparados com as formulações refinadas. O aroma e sabor desse tipo de azeite também são mais característicos.

Sua acidez pode variar entre 0,8% e 1,5%, mas é um produto já considerado adequado para temperar alguns pratos quentes ou até mesmo para refogar alimentos.

Azeite extravirgem

tipos de azeite extravirgem

Considerado o melhor dos tipos de azeite disponíveis nos mercados e supermercados de todo o mundo, o extravirgem é um óleo obtido a partir da primeira prensagem feita em azeitonas de qualidade. O processo, todo realizado a frio, garante aroma e sabor de qualidade – e originais – para o azeite, além de permitir que seu teor de acidez não ultrapasse os 0,8%.

É exatamente por essas características que esse é o melhor tipo de azeite para consumir frio, geralmente em saladas, mas que também combina muito bem com pratos quentes. Ele, entretanto, jamais deve ser utilizado em cocções com temperatura elevada ou frituras, visto que o calor pode prejudicar seu valor nutricional.

Azeite aromatizado

tipos de azeite aromatizados

Como o azeite tem se tornado um produto bastante valorizado na cozinha mundial, é natural que muitas derivações desse tipo de óleo comecem a aparecer. Um desses exemplos são os azeites aromatizados, que são preparados a partir da união de azeites tradicionais, com óleos essenciais encontrados em elementos como o alho, manjericão, baunilha e outros alimentos aromáticos.

Como o produto utilizado para aromatizar o azeite acaba determinando as características de aroma e sabor desse óleo, é importante conhecer bem o ingrediente para determinar com qual tipo de prato ou receita será possível harmonizá-lo.

Existem azeites aromatizados que podem harmonizar bem com massas e saladas, como outros que podem ser usados até em sorvetes ou saladas de frutas.

Azeite orgânico

tipos de azeite orgânico

Um produto só pode ser classificado como orgânico quando sua produção obedece regras específicas relacionadas à atividade orgânica. Os produtos orgânicos prezam, em sua essência, as características naturais do alimento e, principalmente, uma linha de produção sustentável e que preserva o meio ambiente.

É possível encontrar diversos tipos de azeites orgânicos – virgens, extravirgens, aromatizados. Para identificá-los, basta encontrar a selo de produção orgânica em sua embalagem.

Azeite especial

tipos de azeite especial

Os azeites especiais são, geralmente, confundidos com os azeites aromáticos, mas são produtos diferentes. No caso dos especiais, é adicionado à sua receita um ingrediente que pode influenciar significativamente no seu sabor e aroma.

Um bom exemplo desses tipos de azeite são os trufados, que levam a trufa em sua composição, tornando-se um tipo de óleo ideal para harmonizar com pratos com cogumelos ou ovos.

Ter um bom azeite em sua cozinha é uma ótima maneira de valorizar o sabor das suas refeições e também a sua saúde. Lembre-se somente de armazenar a sua garrafa – ou lata – de azeite em um local com temperatura ambiente e com pouca iluminação, para preservar seu sabor e aroma.

Qual dos azeites acima é o seu favorito? Compartilhe com a gente como você costuma utilizar esse óleo nas suas receitas!