Você já reparou que muitos vinhos têm estilos de garrafas completamente diferentes? Algumas com a base mais funda, outras com o pescoço mais largo. Até a coloração do vidro pode mudar em alguns dos casos.

Mas por que existem diferentes tipos de garrafas de vinho? Elas influenciam em algo no sabor ou conservação da bebida? Nesse artigo, contamos tudo para você!

tipos de garrafas de vinho - características

Estrutura da garrafa de vinho

Para entender as principais diferenças entre as garrafas de vinho e por que elas existem, é interessante compreender a função de cada parte da estrutura desse objeto. A garrafa é divida em:

  • Base: a parte de apoio do objeto, que pode ter uma concavidade mais funda, para favorecer a decantação de sedimentos, ou mais rasa;
  • Bojo: é o corpo da garrafa;
  • Pescoço: parte da garrafa por onde se escorre a bebida quando vai ser servida;
  • Ombro: parte que separa o pescoço do bojo da garrafa, que podem influenciar na saída de sedimentos da garrafa;
  • Gargalo: parte final do pescoço, que além de dar força e estrutura para a rolha, também garante segurança para as mãos, evitando que a garrafa escorregue.

Tipos de garrafas de vinho

Por conta das diferentes funções das estruturas da garrafa, modelos diferentes podem ser desenvolvidos para atender a demandas dos tipos de vinhos produzidos e uvas cultivadas em todo o mundo. Os modelos mais tradicionais são:

Borgonhesa

tipos de garrafas de vinho - borgonhesa

Modelo de garrafa de vinho criada na região da Borgonha. Ela tem o bojo largo e os ombros mais grossos.

Bordalesatipos de garrafas de vinho - bordalesaa

Criada na região de Bordeaux. Tem o bojo com formato mais cilíndrico, ombros acentuados e pescoço de tamanho padrão. É o modelo mais comum de garrafa de vinho encontrada no mercado.

Champagne

tipos de garrafas de vinho - champagne

Essa é a garrafa clássica criada na região de Champagne para os espumantes locais, mas que conquistaram o mundo inteiro. Elas têm vidro mais espesso (por conta da pressão das bolhas), bojo largo e ombros um pouco mais baixos.

Renana

tipos de garrafas de vinho - renana

Criada e muito utilizada na região da Europa Central, essa é uma garrafa de bojo mais alongado, ombros largos e maior em comprimento que as garrafas tradicionais.

Portotipos de garrafas de vinho - porto

Desenvolvida em Portugal para preservar os vinhos do Porto. Ela é uma garrafa mais baixa que as tradicionais, porém com ombros mais acentuados.

Cores e tamanhos das garrafas

Vale lembrar que, além do design, as garrafas de vinho também podem ter coloração do vidro e tamanhos diferentes.

Cor do vidro

Podemos perceber que a grande maioria das garrafas prioriza o uso de vidros transparentes ou verdes, mas é possível também encontrar algumas regiões que usam a coloração marrom.

A escolha das cores é um fator influenciado pela necessidade de proteger a bebida da ação da luz solar ou da iluminação artificial. Por isso, os vinhos tintos, que são mais prejudicados por essa influência, tradicionalmente são acondicionados em garrafas de vidro verde ou marrom.

Os brancos e rosés, por sua vez, são vinhos de consumo rápido e sofrem pouca influência da ação da luz em seu sabor e aroma. Por isso, são tradicionalmente acomodados em garrafas transparentes.

Tamanho padrão

O tamanho padrão das garrafas de vinho comercializadas em todo o mundo é de 750mL, mas é possível encontrar outras garrafas que oferecem porções diferentes da bebida. Os tamanhos utilizados são:

  • 185mL;
  • 375mL;
  • 1,5L;
  • 3L;
  • 4,5L;
  • 9L;
  • 12L;
  • 15L;
  • 18L;
  • 20L;
  • 25L;
  • 130L

Relação entre tipo de vinho e modelo de garrafa

As características particulares de cada tipo de garrafa podem influenciar na escolha de um ou outro modelo para preservar determinados vinhos. Essa não é uma regra padrão para a distribuição da bebida, mas é uma tendência observada na escolha das garrafas por muitos produtores.

  • Vinhos encorpados, com pouco tanino e pouco resíduo: garrafas borgonhesas;
  • Vinhos de longa guarda e com acúmulo de resíduos: garrafas Bordeaux;
  • Espumantes: garrafas champagne;
  • Vinhos licorosos: garrafas Porto.

Outro fator interessante a ser observado sobre as garrafas de vinho tem relação com a concavidade da base. Muitas pessoas escolhem seus vinhos baseados na presença da concavidade, afirmando que quanto mais funda ela for, melhor é o vinho. Essa, entretanto, não é uma regra.

Lembre-se que a escolha da concavidade funda pode ser uma opção para vinhos com muitos sedimentos, ou apenas uma estratégia de armazenamento, visto que é mais fácil empilhar e transportar garrafas com esse formato.

A escolha dos diferentes tipos de garrafas de vinho é um fator que pode variar de acordo com o tipo de vinho, uva, logística de armazenamento e até estratégias de marketing. Por isso, não escolha o seu vinho apenas pelo formato da garrafa!

Quer conferir outras dicas sobre vinhos, harmonização e como encontrar o rótulo perfeito para uma ocasião? Navegue por todas as publicações sobre o tema no Blog do Pão!