O vinho rosé é aquele tipo de vinho que sempre volta a aparecer nas prateleiras dos supermercados, nos cardápios de restaurante e nas mesas de almoço e jantar quando a temperatura volta a subir.

Por conta de seu frescor e leveza, os vinhos rosés são sempre uma escolha certeira para quem quer fugir do tradicional nos dias mais quentes do ano.

Mas o que você conhece sobre o vinho rosé? Sabe como ele é preparado, como escolher o melhor rótulo e como servi-lo? Nesse artigo damos algumas dicas para você saboreá-lo melhor!

vinho rosé - tipos

Como é feito o vinho rosé?

Se você já pesquisou um pouco sobre os tipos de vinhos, muito provavelmente já ouviu falar que o rosé é uma “mistura do vinho branco com o tinto”, certo? Essa é uma das maneiras de preparar um bom rosé, mas ele também pode ser desenvolvido de outras formas:

  • Corte: Vinhos brancos e tintos já prontos são misturados para a obtenção do rosé ideal;
  • Maceração: Nesse preparo, o vinho é mantido em contato com a casca da uva por um tempo determinado. O tempo de contato com a casca é o que vai determinar a coloração da bebida;
  • Sangria: Durante o preparo de um vinho tinto é retirada uma parte do “suco” para o desenvolvimento de um rosé.

A grande maioria dos rótulos rosé são feitos para consumo rápido, por serem frescos e ácidos. Por isso eles são geralmente vinhos jovens, com no máximo três anos de produção.

Mesmo assim, é possível encontrar alguns tipos de vinhos rosés que são desenvolvidos para um tempo de guarda maior – tudo vai depender das características das uvas, do preparo e da recomendação do fabricante.

Quais uvas são usadas na preparação de um vinho rosé?

Como o vinho rosé pode ser preparado de três maneiras diferentes, alguns tipos de uva podem ser preferidos para o desenvolvimento de uma ou outra metodologia. De maneira geral, são as uvas tintas as preferencialmente utilizadas no preparo desse tipo de vinho (visto que as brancas só são usadas na metodologia de corte).

Por isso, procure por rosés preparados com:

  • Pinot Noir;
  • Merlot;
  • Cabernet Sauvignon;
  • Malbec;
  • Syrah;
  • Sangiovese;
  • Tempranillo.

vinho rosé - harmonização

Como servir e harmonizar esses tipos de vinho?

Vinhos rosés são servidos em temperaturas mais baixas, para valorizar seu frescor e leveza. Por isso, a temperatura ideal de serviço pode variar entre 8 e 12°C, deixando as mais baixas para os mais leves e as mais altas para os encorpados.

Sirva essa bebida em taças de vinho branco, porém com o bojo preferencialmente mais largo para aproveitar melhor os seus sabores e manter seu frescor.

Na hora de harmonizá-lo com pratos, lembre-se sempre que esse é um vinho que conta com as características dos brancos e dos tintos. Ele é leve e delicado como um bom branco, porém pode ter características de sabor e aroma herdado dos tintos. Por isso, combina com pratos dos dois universos, mas ficam perfeitos com os que geralmente acompanham rótulos brancos.

Ao servir seu rosé invista em:

Você tem o hábito de consumir vinho rosé? Com o que costuma combiná-lo? Tem um rótulo favorito? Conte para a gente!